Total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

As 7 regras DE HILLEL*

Hinei Tzemach Shmô
Eis que se chamará Renovo - Zechariah 6:11-12


"Rabi. Joshua ben Levi diz : o nome do Mashiach é Tzemach…"
Talmud Brachot Cap. 2 Halachá


Traduzido por Shaul Ben Tsion

" Se a sabedoria não deixa espaço para uma opinião divergente,
você sabe que não é mais sabedoria." - Chabad Rebe


As 7 regras DE HILLEL*

As sete regras de Hillel existiam muito tempo antes do Rabino Hillel (60 BCE), mas ele foi o primeiro a escrevê-las. As regras são tão antigas que podemos notá-las no Tanach ("antigo testamento").


Os Rabinos Hillel e Shamay eram lideres competitivos no judaísmo durante os dias da juventude de Yeshua. Hillel foi conhecido por ensinar o "espírito" da Torá (Lei) e Shamay foi conhecido por ensinar a "letra da Torá (lei)". O ensino de Yeshua seguia em maior parte a da escola de Hillel do que da escola de Shamay (Mateus 19:9).


Por exemplo, uma "regra de ouro" famosa de Yeshua Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, faça também vós a eles; porque esta é a Torá (lei) e os profetas. (Mateus 7:12)


Hillel falava: O que é ruim para você ,então não faça a seu próximo pois isto e toda a Torah (lei) ... (talmude. Tratado- b.Shabbat 31a)


Após a morte de Hillel o responsabilidade da "escola de Hillel" foi passada para seu filho Shimeon. Após a morte de Shimeon a responsabilidade da escola de Hillel passou a Gamli'el (Gamaliel).

Este Gamaliel falou em defesa dos Natzarim (Nazarenos, judeus crentes) atos 5:34 - 39. Era o professor de Shaul/Paulo (atos 22:3). Em 2 Timoteo. 2:15, Paulo fala de 'que maneja bem a palavra da verdade.' Que Paulo queria dizer com isto? Ele queria dizer que havia maneiras certas e erradas de interpretar as escrituras sagradas?

Paulo acreditava que a regras certas a serem seguidas ao interpretar (compreender) as escrituras sagradas?

Paulo estava falando das sete regras de Hillel?


Paulo certamente aprendeu estas regras na "escola" de Hillel pelo próprio Gamaliel o neto de Hillel. Quando nós examinamos as cartas do Sh'liach Shaul (Apostolo Paulo), nós veremos que estão cheias com os ensinos de Hillel e suas sete regras (diversos exemplos aparecem abaixo). Parece então que as sete regras de Hillel são pelo menos parte de que Paulo estava querendo dizer quando falou de 'que maneja bem a palavra da verdade.'


As sete regras de Hillel são:


1. Kal Vahomer (leve e pesado)
A regra de Kal Vahomer diz que o que se aplica em um caso menos importante se aplicará certamente em um caso mais importante.

Um argumento kal vahomer é frequentemente, mas não sempre, sinalizado por uma frase como "quanto mais…"
Os escritos rabínicos reconhecem duas formas de kal vahomer:

· meforash kal vahomer - Neste forma o argumento kal vahomer aparece explicitamente.

· satum kal vahomer - Em qual o argumento kal vahomer é somente implicado.

Há diversos exemplos do kal Vahomer no Tanach ("antigo" testamento").
Por exemplo: Eis que o justo é castigado na terra; quanto mais o ímpio e o pecador! (Provérbios 11:31)

E: Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, então como poderás competir com cavalos...(Jeremias 12:5)

Outros exemplos nas escrituras: Deuteronômio 31:27; 1 Samuel 23:3; Ezequiel 15:5; Esther 9:12

Há diversos exemplos de kal vahomer na Brit haDashá (novo testamento). Yeshua usa freqüentemente esta forma de argumento.
Por exemplo: Qual dentre vós será o homem que, tendo uma só ovelha, se num sábado ela cair numa cova, não há de lançar mão dela, e tirá-la? Ora, quanto mais vale um homem do que uma ovelha! Portanto, é lícito fazer bem nos sábados. (mateus.12:11-12)

E: Ora, se um homem recebe a circuncisão no sábado, para que a lei de Moisés não seja violada, como vos indignais contra mim, porque no sábado tornei um homem inteiramente são? (João 7:23)

Outros exemplos do uso de Yeshua de kal vahomer kal são:

Mateus 6:26, 30 = Lucas 12:24, 28; Mateus 7:11 = Lucas 11:13; Mateus 10:25 & John 15:18 - 20; Mateus 12:12 & João 7:23

Kal Vahomer é especialmente usado pelo apostolo Paulo. Os exemplos incluem: Romanos 5:8 - 9, 10, 15, 17; 11:12, 24; 1 Corintos 9:11 - 12; 12:22; 2 Corintos 3:7 - 9, 11; Filipenses 2:12; Filemon 1:16; Hebreus 2:2 - 3; 9:13-14; 10:28 - 29; 12:9, 25.

2. G'zerah Shavah (Equivalência das expressões)

Uma analogia é feita entre dois textos separados na base de uma frase, de uma palavra ou de uma raiz similar - isto é, onde as mesmas palavras são aplicadas a dois casos separados, segue as mesmas considerações que se aplicam a ambas.

Exemplo nas escrituras sagradas: Comparando 1 Samuel 1:10 a juízes 13:5 usando a frase "nenhuma navalha tocará no sua cabeça " nós podemos então concluir que Samuel, assim como Sansão, eram nazireus.
Exemplo no novo testamento: Em Hebreus 3:6 - 4: 13 Paulo comparam salmos 95:7 - 11 = Hebreus 3:7 - 11 ao Genesis 2:2 = Hebreus que 4:4 baseado nas palavras "trabalho" e do "dia/" "hoje" ('dia' no Hebraico é literalmente 'o dia'). Paulo usa esta exegeses para chegar a conclusão que haverá 6.000 anos deste mundo seguido por uns 1.000 anos Shabat.

3. Binyan ab mikatub Echad (Construindo uma "família" de um único texto)

Um princípio é encontrado em diversas passagens: Uma consideração encontrada em um deles aplica-se a todos.
Hebreus 9:11 - 22 aplica o "sangue" do Êxodo 24:8 =Hebreus 9:20 para Jeremias 31:31 - 34

4. Binyab ab mishene Kethubim (Edifício acima de uma "família" de dois ou mais textos)

Um princípio é estabelecido relacionando dois textos junto:

O princípio pode então ser aplicado a outras passagens. Exemplo:
Não cometereis injustiça no juízo, nem na vara, nem no peso, nem na medida. Balanças justas, pesos justos, efa justa, e justo him tereis. Eu sou o S-nhor vosso D-us, que vos tirei da terra do Egito. (Levitico 19:35 - 36)

Pelo uso da quarta regra de Hillel nós podemos reconhecer que a provisão de pesos e medidas iguais aplica-se também a como nós julgamos os outros e suas ações.

Em Hebreus 1:5 - 14, Paulo usa a regra para mostrar que o Messias é de uma ordem mais elevada do que anjos:

salmos 2:7 = Hebreus 1:5
2 Samuel 7:14 = Hebreus 1:5
Deuteronômio 32:43 /salmo 97:7/(Neemias. 9:6) = Hebreus 1:6
salmos 104:4 = Hebreus 1:7
salmos 45:6 - 7 = Hebreus 1:8 - 9
salmos 102:25 - 27 = Hebreus 1:10 - 12
salmos 110:1 = Hebreus 1:13

Binyan ab mikatub Echad e Binyab ab mishene Kethubim

são especialmente úteis em identificar princípios bíblicos e aplicá-los às situações reais da vida. Nesta maneira as escrituras sagradas são é recontextualizadas de modo que permanecesse relevante para todas as gerações.

5. Kelal Uferat (O geral e o detalhe)

Um princípio geral que pode ser restringido por um particularização dele em um outro verso - ou, inversamente, uma regra particular pode ser prolongada em um princípio geral. Um exemplo: Genesis 1:27 faz a indicação universal que o D-us criou o ser humano. Genesis 2:7, 21 particulariza este dando os detalhes da criação de Adam e de Chava (Eva). Outros exemplos seriam versos que detalham com como para fazer sacrifícios ou como para manter as festas


6. Kayotze bo Mimekom akhar (Analogia feita de uma outra passagem)

Duas passagens podem parecer se por ou estarem conflitantes até comparado com uma terceira, que tenha pontos da similaridade não necessariamente verbal mas em geral em pensamento.

Exemplos no Tanach:

· Levitico 1:1 'chamou pra fora da tenda da revelação, lhe disse' e Êxodo 25:22 'de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins' pareça discordar até que nós examinemos números. 7:89 onde nós aprendemos que Moshé entrou na tenda da revelação para ouvir Adonay falar entre os querubins.

· 1° crônicas 27:1- explica o conflito numérico entre 2° Samuel 24:9 e 1° Crônicas 21:5.

· Êxodo 19:20- 'Adonay desceu em cima da monte Sinai' parece discordar com o Deuteronômio 4:36, 'Do céu te fez ouvir a sua voz.' Êxodo 20:19 (20: 22 em algumas edições) reconcilia os dois que nos dizem que D-us trouxe os Céus ate o monte Sinai e falou. (m.Sifra 1:7)

Um exemplo de Romanos: Paulo mostra que as seguintes passagens das escrituras parecem se opor:
O justo viverá pela fé (Romanos 1:17 = Habakuk 2:4) com 'Não há nenhuns justo,nenhum sequer...' (Romanos 3:10 = salmos 14:1 - 3= salmos 53:1 - 3; Eclesiastes 7:20). Paulo faz o mesmo aqui: '[D-us] retribuirá a cada de acordo com suas ações.' (Romanos 2:6 = salmos 62:12; Provérbios 24:12) com Abençoado são aqueles cujas as vidas sem Torá (de iniqüidades) são perdoadas, e cujas os erros são cobertos; Feliz o homem quem Adonay não imputa o pecado. (Romanos 4:7 - 8 = salmos 32:1 - 2)
Paulo resolve o conflito aparente citado em Genesis 15:6 (em Romanos 4:3, 22): Abraham confiou em D-us, e foi-lhe imputado como ato de justiça. Assim Paulo resolve o conflito aparente mostrando que sob determinadas circunstâncias, a fidelidade/fé/confiança podem agir como um substituto para o justiça/ser justo.

7. Davar hilmad Me'anino (Explanação obtida do contexto)

O contexto total, não apenas a indicação isolada deve ser considerado para uma exegese exata. Um exemplo seria Romanos 14:1,

'Eu sei, e estou certo no Adon Yeshua, que nada é de si mesmo impuro a não ser para aquele que assim o considera; para esse é impuro... " Paulo não está revogando as leis kosher (dietéticas da por D-us), mas está indicando-as aos gentios crentes (cristãos) na congregação em Roma (dentro de contexto maior em Romanos) que :

1° as coisas são impuras não por si só, mas porque foi D-us que disse que elas são impuras.

2° devem sempre lembrar se do princípio maior, comer o que é Kasher (limpo , puro sob as leis dieteticas)

é secundário ao que tange a salvação e justificação para a vida eterna.

שבת שלום

"E Yeshua disse-lhes: Por isso, todo (Estudioso da Torá) escriba
que foi instruído sobre reino dos céus é semelhante a um homem,
proprietário, que tira do seu tesouro coisas novas e velhas."
(Mattheus 13:52)

Benny Zahav – E-mail enviado por Hernando do grupo Ysraelitas (Yahoo).

Um comentário:

Anônimo disse...

NÃO ESQUEÇA DE DAR CREDITO AO SHAUL BEN TSION DO GRUPO TORAH VIVA, PELA TRADUÇÃO E ADAPTAÇÃO DESTE TEXTO.

SHALOM