Total de visualizações de página

domingo, 12 de junho de 2011

O Início do Ministério Público de Yeshua

Escritor: Richard Chaimberlin
Tradutor:Bonney Cassady

Assim que comecei a preparação deste estudo, eu pensei que já entendia muito sobre todos os eventos que cercava o início do ministério de Yeshua. Então, quando mergulhei nas Escrituras, eu percebi que não tinha completado “o estudo depois de tudo” . Eu aprendi algumas coisas novas, algumas das quais assustaram-me e surpreenderam-me. Os quatro escritores dos Evangelhos cada um deles escreveram suas próprias perspectivas, com ênfases especiais em coisas que os surpreenderam e os interessaram. Nós, leitores do Século 21, tentamos fazer o melhor para lermos e comparar passagens diferentes dos Evangelhos e tentar conseguir o significado definitivo.
O Batismo de Yeshua

Um ponto essencial antes que Yeshua até mesmo começasse o seu ministério foi “descer a mikvê” isto é, ser “batizado”. Yochanan HaMatbil, mais conhecido como João Batista, foi o vaso escolhido para preparar o caminho para o Messias. Yochanan era primo de Yeshua, apenas seis meses mais velho que ele. Eles sem dúvida haviam brincado juntos quando crianças. Seria muito difícil para algum de nós imaginar o Messias quando criança, mas eu o imagino sendo uma bela criança judaica tradicional. Yochanan poderia ter sido até mesmo um dos seus colegas de infância. Como você poderia descrever isto? Yochanan e Yeshua brincando com “brinquedos” ou outras brincadeiras infantis?

Uma das coisas que diferenciavam Yeshua dos seus colegas infantis foi que ele nunca participou de nenhuma “traquinagem” que as crianças costumam serem culpadas. Ele foi com certeza, o único ser humano que não pecou!, Já depois de adulto, ele foi para o Jordão para ser batizado pelo o seu “Primo João”. Yochanan estava fazendo uma mikvê de arrependimento, certamente para centenas de pessoas que viam arrepender-se de suas falhas e serem imersas no Jordão, simbolizando o despir-se da velha natureza e erguer-se para uma nova vida como homens e mulheres de Deus.

Yeshua não se arrependeu – ele não precisava o fazer! Então, por quê ele foi ser batizado por Yochanan? O nosso Pai Celestial foi um exemplo para nós, quando ele descansou ao sétimo dia depois dos seis dias da Criação. Ele descansou no Shabat porque ele estava cansado? Acho que não! Creio que o Eterno descansou porque estava dando um exemplo para nós!

Da mesma forma, Yeshua o Messias deu um bom exemplo sendo batizado no Jordão. Nós deveríamos seguir o exemplo dele em submeter-se a mikvê (imersão) como o símbolo the uma velha imagem, e sendo erguidos como novas criaturas no Messias Yeshua.

Quando Yochanan viu Yeshua, ele disse, “Este é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! Este é o homem a favor de quem Ele disse: Após mim vem um varão que tem a primazia, porque já existia antes de mim. Eu mesmo não o conhecia, mas a fim de que ele fosse manifestado a Israel, vim, por isto, batizando com água”.

Como o “Cordeiro de Deus” Yeshua veio como o sacrifício final para o pecado. Yochanan também disse, “Ele (Yeshua) existia antes de mim”, já podemos ver claramente em Lucas cap.1 que Yochanan era aproximadamente 6 meses mais velho que Yeshua. Contudo, Yochanan estava profetizando, e fazendo referencia a pré-existência de Yeshua (Jesus). Como Yeshua disse, “antes que Abraão fosse, eu era.” Também, os primeiros versículos do Evangelho de João demonstram claramente a pré-existência de Yeshua. Yeshua foi o co-Criador junto ao Pai, como foi afirmado em Colossensses 1:16, e íniciado em Gênesis 1:1. Uma coisa que me tocou fortemente foi a afirmação de Yochanan, “Eu não o conhecia”. Aparentemente, isto não aconteceu até que Yeshua fosse para ser imerso que Yochanan reconheceu a Yeshua como o Messias, e isto aconteceu como ele estava profetizando.

Depois que Yeshua foi imerso, o Ruach HaKodesh (Espírito Santo) veio sobre Yeshua em forma de uma pomba. Desde de então os Quatro Evangelhos fazem uma referência explícita para este evento, isto está completamente a salvo para tomar literalmente. Seria um erro tentar “espiritualizar” uma coisa tão clara nas Escrituras. Yochanan conclue “Eu não o conhecia; mas O que me enviou a batizar em água, Esse me disse: Aquele sobre quem vires descer o Espírito Santo, e sobre ele permanecer, esse é o que batiza no Espírito Santo. Eu mesmo vi e já vos dei testemunho de que este é o Filho de Deus”.

Confirmando as palavras de Yeshua, depois que Ele saiu da água os céus se abrirão, e uma voz saiu do céu dizendo, “Este é o meu filho amado, aquém me comprazo”.

Tentação no Deserto

“EntãoYeshua foi conduzido pelo o Espírito ao deserto para ser tentado pelo diabo. E depois tendo Ele jejuado 40 dias e 40 noites, teve fome,” é claro.

Ele estava com fome! Alguém também que jejuou por quarenta dias e quarenta noites foi Moisés, no monte onde ele recebeu não apenas os “Dez Mandamentos” mas muito mais ensino que eventualmente foi escrito.

Depois de um longo tempo de jejum, HaSatan (Satanás) veio tentar a Yeshua. Não era surpresa que ousaria tentar a Yeshua com comida, uma afronta ao poder de Yeshua. “Se tu és o Filho de Deus mande que estas pedras se transformem em pães”.Yeshua respondeu com a palavra de Deus, “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus”.

Então o diabo levou a Yeshua ao pináculo do Templo em Jerusalém, desafiando o a jogar-se abaixo, e até mesmo cita as Escrituras, dizendo “E aos seus anjos dará ordens a teu respeito, E tomar-te-ão nas mãos, Para que nunca tropeces em alguma pedra”. Sim, Satanás conhece as Escrituras também, e tentará usar as Escrituras para tentar te confundir. Nos cultos se usam as Escrituras, e assim, até mesmo Denominações Cristãs bem conceituadas fizeram, e muitas delas usam as Escrituras de forma errada, e desta maneira confundem seus membros. Esta é a razão que é importante para você e eu aprender as Escrituras de uma forma independente, assim nós não seremos confundidos quando ouvimos alguém citando as Escrituras.

Yeshua citou a Escritura de volta para Satanás, dizendo “também está escrito: Näo tentarás o Senhor teu Deus”.

Finalmente, HaSatan levou-o a uma alta montanha, mostrando a Yeshua todos os reinos do Mundo. Ele disse para Yeshua, “Tudo isto te darei se, prostrado, me adorares”.Ele poderia ter “salvado” Yeshua de ter ido para cruz, mas fazendo assim teria destruído o plano de Deus em providenciar a salvação para o Mundo. Yeshua replicou, “Vai-te Satanás! Só ao Senhor teu Deus adorarás, e só a Ele servirás”.

Veja: Yeshua sempre tinha uma resposta preparada para os ataques do inimigo, usando as Escrituras. É bom para nós termos as Escrituras prontas em nossas memórias para quando alguém tentar promover o erro. Quando Satã viu que não conseguiu fazer Yeshua tropeçar, o deixou. Os anjos vieram e serviram a Yeshua, quando Yeshua voltou do deserto, soube que João Batista tinha sido levado à prisão. Algumas vezes coisas más acontecem com pessoas boas. Pelas Palavras de Yeshua, “Em verdade vos digo, que entre os nascidos de mulher ninguém apareceu maior que João Batista”.Neste caso, parece que a missão da vida de João foi apontar o Messias. De acordo as palavras de Yochanan, “Importa que Ele cresça e eu diminua”. O primeiro propósito do ministério de Yochanan foi apontar ao Messias.

Yeshua vai para a Região da Galiléia

Yeshua entra na região da Galiléia, passando um tempo em K’far Nahum (Cafarnaum), na parte norte do Lago Kinneret, para cumprir a profecia de Isaías 9:1-2. Ele pregou, assim como Yochanan, “Arrependei-vos porque o Reino dos Céus está próximo.” Ele ensinou nas Sinagogas, e “foi admirado por todos.” Então ele ia para sinagoga em Nazaré, como era de seu costume. Ele levantava e lia a porção da Haftora, de Isaías 61:1-2

“O Espírito do Senhor está sobre mim, porquanto me ungiu para anunciar boas novas aos pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos, e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e para proclamar o ano aceitável do Senhor.”

Então Yeshua fechou o rolo do profeta Isaías, e disse, “Hoje se cumpriu esta escritura aos vossos ouvidos.” As pessoas foram bem aceitáveis. Nós lemos, “E todos lhe davam testemunho, e se admiravam das palavras de graça que saíam da sua boca.”

O Evangelho de Marcos relata sobre as pessoas dizendo, “De onde vem estas coisas? Que sabedoria é esta que lhe foi dada? E como se fazem tais milagres por suas mãos? Não é este o carpinteiro, filho de Maria, irmão de Tiago, de José, de Judas e de Simão? E não estão aqui entre nós suas irmãs? E escandalizavam-se dele. (é interessante notar que Yeshua teve irmãos e irmãs. Sendo assim, refuta o falso ensina que Maria continuou virgem).

Yeshua então disse ao povo: Sem dúvida me direis este provérbio: Médico, cura-te a ti mesmo; Tudo o que ouvimos teres feito em Cafarnaum, faze-o também aqui na tua terra. E prosseguiu: Em verdade vos digo que nenhum profeta é aceito na sua terra. Em verdade vos digo que muitas viúvas havia em Israel nos dias de Elias, quando céu se fechou por três anos e seis meses, de sorte que houve grande fome por toda a terra; a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta e Sidom. Também muitos leprosos havia em Israel no tempo do profeta Elizeu, mas nenhum deles foi purificado senão Naamã, o sírio.

O Evangelho de Marcos completa “E não podia fazer ali nenhum milagre, a não ser curar alguns poucos enfermos, impondo-lhes as mãos.”

As pessoas tentaram atacar Yeshua e o levaram até o despenhadeiro, para dali o precipitarem. “Ele, porém, passando pelo meio deles, seguiu o seu caminho.”

(Incredulidade, e particularmente palavras de incredulidade, sempre resulta em orações não respondidas.) Por esta razão, quando Yeshua foi ressucitar aquela garotinha, ele não permitiu que zombadores entrassem na sala onde aquela pequena garota estava. Contudo, as orações são respondidas apesar da nossa falta de fé! Um exemplo disto,é o que nos conta no Livro de Atos quando as pessoas estavam em um serviço de oração, pedindo a Deus para que Shimon (Pedro) fosse solto da prisão. Quando Shimon apareceu na porta do local de oração, eles pensavam que deveria ser o anjo de Shimon! Eles não eram exatamente intercessores de fé.

Então Ele retornou para K’far Nahum, onde Ele novamente ensinava nas sinagogas, e nós lemos que as pessoas estavam admiradas com os seus ensinamentos. Enquanto um demônio que estava em um homem dizia, “ Que temos contigo, o Yeshua de Nazareth? Tens vindo para destruir-nos? Eu sei que tu és o Santo de Deus.” Yeshua não queria nenhuma ajuda de demônios para dizer quem ele era, e ordenou que se aquietasse e saísse daquele homem.

Então Yeshua saiu da sinagoga, e foi para casa de Shimon (Pedro). A sogra de Pedro estava doente com uma forte febre, e Yeshua a curou, um milagre que Pedro nunca esperava! Como o sol estava se pondo, muitas pessoas trouxeram os seus doentes. Yeshua colocou as suas mãos sobre os enfermos e os curou. Ele também expeliu demônios, os ordenando que não falassem, pois os demônios sabiam que ele era o Messias.

Muitas vezes Yeshua retirava-se e ia para um lugar a sós, mas as multidões tentavam o impedir de partir. Yeshua dizia, “Eu tenho que pregar o Reino de Deus para outras cidades também.”

Yeshua Escolhe Os Seus Discípulos

Os primeiros discípulos que Yeshua escolheu eram todos pescadores. Ele não escolheu entre aqueles sábios de Jerusalém. “Deus tem escolhido coisas loucas do mundo para confundir aos sábios, Deus tem escolhido as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes, e as coisas ignóbeis do mundo e as desprezivéis . . . para que nenhum homem se glorie perante Deus. Mas vós sois dele, em Yeshua o Messias, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; para que, como está escrito: Aquele que se gloria, glorie-se no Senhor.”(A minha teoria sobre a razão a qual Yeshua escolheu pescadores é que Ele gostava de peixe) Quando Ele chamou aqueles homens para ser seus discípulos, Ele também demonstrou que tinha um bom senso de humor. Ele escolheu Mateus, também chamado Levi, era um ex-coletor de impostos para os impiedosos Romanos. Ele também escolheu a Shimon o Zelote. Os Zelotes eram um grupo político, chamado sicarii, que vinha da palavra Latina para perigosos. Os Zelotes eram um tipo de grupo de guerrilha que atacariam e espancariam soldados romanos pelas costas. Imagine ter um coletor de impostos para os romanos e um Zelote no mesmo grupo de “discípulos”, assim que lemos as varias narrações dos Evangelhos, você notará que cada um dos discípulos seguiu a Yeshua imediatamente, um até mesmo deixou o pai no barco para seguir a Yeshua! Este foi um grupo de homens muito especial, mas sem duvida não erma infalíveis.

Ele Transformou a Água em Vinho!

Assim que preparei este estudo, fiquei surpreso em aprender que de todos os milagres que ocorreram antes que Yeshua escolhesse os seus discípulos. O primeiro milagre que ocorreu depois que Yeshua escolheu os seus discípulos foi o milagre da transformação da água em vinho.

E logo depois que Yeshua escolheu os seus discípulos que Ele e os seus discípulos foram convidados para uma festa de casamento em Caná. Quando você pensa sobre uma festa de celebração de um casamento Judaico, não pense em um único dia de festejo. Nós lemos a respeito do casamento de Sansão em Juízes 14, e descobrimos, que a celebração durava sete dias!Contudo, a festa de sete dias já existia muito antes de Sansão. Quando Jacó percebeu que tinha sido enganado e tinha recebido Lea em vez de Raquel, ele prometeu cumprir uma semana por Lea antes de tomar Raquel.

Não é dificil de imaginar uma rápida falta de comida ou vinho em longas celebrações. Neste caso, a festa de casamento ocorreu com pouco de vinho. Maria disse para o seu filho, “Falta vinho”. Yeshua respondeu, “Que tenho eu contigo mulher? A minha hora ainda não é chegada.” Eu presumo que Yeshua tivesse aproximadamente 30 anos de idade, na qual um Levita faz as suas tarefas. (Yeshua não era um Levita, embora Ele veio para nós segundo a ordem de Melquezedeque, um sacerdote do Altíssimo, que também não era um Levita.)

Como um bom filho, ouviu a sua mãe. Seis talhas de pedras foram trazidas, cada uma podia suportar de 20 a 30 galões de água. Estas talhas eram usadas para mikvês, pra o ritual de purificação. Yeshua os mandou encher com água. Você sabe o resto da História. Yeshua transformou a água em vinho. Foi muito vinho, provavelmente cerca de 150 galões. Alguns lhe diriam que era um “vinho novo” ou suco de uva. A implicação é que o velho vinho (fermentado) é o pecado. Contudo Yeshua disse, “ninguém, depois de beber o vinho velho, deseja o vinho novo,” porque diz, “O velho é melhor.”

Os convidados na festa de casamento sem dúvida ainda não tinham tomado do “vinho velho”, e nunca desejariam por suco de uva. O que é mais, o mestre-sala (não conhecendo o milagre) disse ao noivo, “Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.” Aquilo não parecer ser um suco de uva para mim! Contudo, se até mesmo fosse um “vinho novo,” ainda teria álcool. Oséias diz que “ o vinho velho e vinho novo tiram o entendimento”.

Eu não quero julgar se todas as pessoas que saem e bebem vinho. Mas bebedice é pecado. “Não estejais no meio beberrões de vinho, ou com glutões devoradores de carnes.” Alcólotras não deveriam participar, apenas que parassem de beber de uma só vez. Vinho com moderação não é pecaminoso, assim como o consumo de carne com moderação não é pecado.

1. O Shabbat começa na Sexta ao pôr do sol e termina 24 horas depois no pôr do sol do Sábado.
2. João 1:29-31.
3. "Espírito Santo"
4. João 1:33-34.
5.
Talvez a Bat Kol, que se faz referência a uma tradição Judaica, que uma voz vinha dos céus como um eco, e dizia-se que alguém realmente ouvia a voz de Deus depois que o Espírito da Profecia havia se afastado de Israel..
6. Mateus 4:1-2.
7. "O Adversário”.
8. Mat. 4:4; Deut. 8:3.
9. Mat. 4:6; Salm 91:11-12.
10. Mat. 4:7; Deut. 6:16.
11. Mat. 4:10; Deut. 6:13, 10:20.
12. Mat. 4:12.
13. Lucas 7:28.
14. John 3:30.
15. "Vila de Naum," ou Capernaum.
16. "Mar da Galiléia."
17. Mat. 4:17.
18. Lucas 4:15.
19. Uma leitura dos profetas que relata a porção da Torah a ser lida naquela semana.
20. Lucas 4:22.
21. Marcos 6:2b-3.
22. Lucas 4:23-27.
23. Marcos 6:5.
24. Atos 12:12-17.
25. Lucas 4:38.
26. "Discípulos."
27. 1 Cor. 1:27-31.
28. Lucas 5, Marcos 3:13-19, João 1:35-45.
29. Discípulos.
30. Bereshit (Gênesis) 29:27.
31. Lucas 5:39.
32. Oséias 4:11.